Menu Fechar

Economia e Transição Digital

  • Reforçar o apoio ao investimento, através do aumento do limite máximo de lucros que podem ser objeto de reinvestimento; do alargamento do prazo para a dedução dos mesmos e da extensão da dedução a outras aplicações relevantes.
  • Melhorar o apoio aos jovens trabalhadores, reduzindo a tributação para os rendimentos do trabalho dos jovens qualificados após obtenção do grau.
  • Continuar a aposta no apoio à inovação e transição digital, através da redução de IRC das empresas que produzam software e desenvolvam aplicações informáticas relevantes no nosso País e do reforço do programa de incentivos fiscais à investigação e desenvolvimento, de forma a continuar a orientar recursos públicos para estas áreas e transferir conhecimento para as empresas.
  • Aprofundar o apoio às PME, com o aumento do limite da matéria coletável sujeito à taxa reduzida de IRC e a revisão do regime de tributações autónomas relativo aos primeiros anos de atividade.
  • Robustecer o apoio à tesouraria das empresas, através da eliminação do imposto de selo sobre os seguros de crédito à exportação (com garantia de Estado), a diminuição do prazo de recuperação do IVA sobre créditos incobráveis e a dispensa de certificação por ROC até 10.000€.